Hiper realismo no Graffiti, ou “Eita, achei que fosse foto”

Dentre tantas correntes existentes no cenário da street art, provavelmente o hiper realismo seja a que arranque mais “ooooohs” e “nooooooossas” de quem passa e observa. No entanto há controvérsias…já ouvi por aí algo como “pra quê isso, se já inventaram foto”?

É claro que o traço, a essência e o estilo característico de cada artista são os atributos que trazem a verdadeira graça e variedade para a maior galeria do mundo – as ruas. Porém, não se pode negar que para pôr na praça um muro hiper realista, há de se ter muita técnica e maestria.

Mundialmente, temos alguns nomes conhecidos por dominar este estilo – tais como a dupla de artistas suíços, Pablo Togni e Christian Rebecchi, também conhecidos como Nevercrew.

BLACK MACHINEBLACK MACHINE 2BLACK MACHINE 3

BLACK MACHINE 4

Em um de seus trabalhos mais recentes, “Black Machine” (2015), os artistas buscam trazer à luz a questão do aquecimento global, através de um imenso mural que contempla pintura com spray + instalação elétrica na fachada do Colosseum Theatre em Turin, na Itália. Vale a pena dar uma conferida no trabalho dos caras.

No Brasil, talvez o artista mais conhecido que flerta com este estilo hiper realista, seja o famoso Eduardo Kobra, de São Paulo.

KOBRA

Seus murais costumam misturar bases realistas com uma marcada explosão de cores geométricas característica de suas obras. Ele resolve como um verdadeiro maestro o problema do hiper realismo mencionado no início do post: a ausência dos traços característicos, e como consequência, da marca registrada de cada artista. A alegria que brota de seus mosaicos coloridos é exatamente o que nos faz reconhecer um “Kobra” em qualquer lugar do mundo – porque sim, ele já rompeu as barreiras tupiniquins há muito tempo, enchendo de orgulho o cenário da arte de rua brasileira.

KOBRA 2KOBRA 3kobra 4

De qualquer forma, seja realista ou não, toda obra ou muro tem o seu tempo, pensamento prévio, ideias, sentimentos, dedicação, amor, energia e dinheiro (ou você acha que as tintas são feitas de xixi de unicórnio que a gente cata na rua?) investidos. Por isso deve ser devidamente VALORIZADA. Por isso, fica aquele “alô” especial para quem acha que grafite não é trabalho, é coisa de vagabundo, e pede para os artistas fazerem “uma artezinha de graça” naquele evento, ou então pagando uma paçoca e uma mariola: NÃO PASSARÃO.

Para encerrar, vamos deixar vocês com uma galeria de fotos de murais hiper realistas desse mundão. Ah, e se você curte rap e realismo assim como nós, saca só as obras do artista Pedro Sertã, lá na galeria! O cara é fera demais. Enjoy!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Oráculo Project – Conheça mais sobre as intervenções urbanas que viraram marca registrada do Rio de Janeiro

tumblr_nw694bk1MS1s59yh7o1_1280

Aquela mensagem inspiracional que você encontrou no chão em frente a uma bela paisagem e compartilhou no Instagram. As árvores ensanguentadas que foram cortadas pela prefeitura. As estátuas emblemáticas da cidade que um belo dia amanheceram vendadas (clique aqui para ver o vídeo animal que eles fizeram dessa intervenção). Sim. Tudo isso – e muito mais – é obra do Oraculo Project.

Quem mora ou visita com alguma frequência o Rio de Janeiro, provavelmente já deve ter esbarrado com alguma intervenção urbana deste projeto que, inclusive, já extrapolou as fronteiras da cidade maravilhosa há muito tempo.

Através do uso de stencil, lambe-lambe e o bom e velho spray, dá para perceber que a intenção do Oráculo Project não é disputar os muros da cidade com os demais artistas urbanos. Pelo menos para quem vê, a ideia é espalhar poesia, filosofia, protesto – principalmente contra o desmatamento – e é claro, amor. Se você nunca teve a oportunidade de cruzar com uma de suas mensagens, pode começar olhando o Instagram e a página do projeto no Facebook. Experimente também buscar pela hashtag #oraculoproject nas redes sociais.

Como nós, humildes vira-latas caras de pau, somos grandes admiradores do Oráculo Project, conseguimos entrar em contato com esta entidade das ruas para que ela nos respondesse algumas perguntas rápidas a respeito do projeto. Dá só uma olhada no que a gente conversou:

O que inspirou a criação do projeto?
O Oraculo Project nasceu a partir da necessidade de botar para fora sentimentos de indignação. Além disso, poesias, ideologias e visões de um mundo melhor.


Qual é a sua intenção, qual o efeito que deseja provocar através de suas intervenções?
A ideia é fazer a diferença, seja ela qual for.

Por que decidiram manter o anonimato?
O Oraculoproject é um grupo formado por apenas 1 integrante. O anonimato acontece porque o Oraculoproject não tem nome ou sobrenome. Ele não tem rosto e assim dá a liberdade para cada um interpretar e sentir a arte da sua maneira, sem pré julgamentos.

pare-aqui2

E o nome, Oraculo Project, de onde surgiu?
Em 2010, quando comecei o projeto junto com um amigo , o nome era apenas oráculo , foi escolhido a dedo, por uma série de motivos. Em 2014, após uma pausa de alguns anos , senti a necessidade de trazer o projeto de volta , reformulado. Foi aí que surgiu o “project”, pois é um experimento. A arte fica em aberto e isso gera infinitas interpretações.

Qual foi a melhor reação a alguma intervenção do projeto que vocês já presenciaram – ou que tiveram conhecimento, através de outros meios?
Acredito que todas as reações são únicas e essenciais. Se eu tivesse que apontar, diria que a melhor reação é o feedback randômico instantâneo que recebo: sorrisos de desconhecidos na rua quando estou pintando, ou em mensagens fantásticas que realimentam e fazem o projeto seguir em frente.
Se vocês pudessem ser ouvidos por todos os artistas de rua do Brasil, qual mensagem enviariam a eles?

No maior museu do mundo…tamo junto!

E para a população dos grandes centros urbanos. Qual seria o recado do Oráculo para ela?
A mudança acontece de dentro pra fora. Vamos acreditar na mudança e fazer a nossa parte.

Algum recado para os políticos, Oráculo?
Eu sei quem vocês são…e estou ciente do que andam fazendo.

fichalimpa

De quebra, além de ser muito receptivo e gente fina, o Oráculo Project compartilhou conosco um texto especial, que diz muito a respeito dele próprio. Nós curtimos bastante e resolvemos compartilhar com vocês também. Esperamos que curtam e que, ao caminhar pela cidade de agora em diante, desviem um pouco o olhar dos smartphones e apreciem a vista e as intervenções do Oráculo 😉

“O ORÁCULO”

O ORÁCULO NÃO TEM NOME OU SOBRENOME
NÃO TEM IDADE

O ORÁCULO NÃO É UMA FIGURA PÚBLICA OU UM PERSONAGEM
NÃO TEM CIDADANIA
NÃO TEM CONTA BANCARIA
NÃO LIGA PRA DINHEIRO
NÃO SIMPATIZA COM POLÍTICOS
NÃO GOSTA DE CORRUPÇÃO
NÃO ADMITE MENTIRAS
NÃO MENTE E NÃO SE CONTRADIZ.

O ORÁCULO NÃO ESTÁ DE BRINCADEIRA
NÃO ASSISTE SÉRIES DE TV OU REALITY SHOW
NÃO USA PROTETOR SOLAR
NÃO TEM BICHOS DE ESTIMAÇÃO
NÃO GOSTA DE ARMAS DE FOGO OU VIOLÊNCIA.

O ORÁCULO NÃO ACEITA O DESMATAMENTO
NÃO ADMITE O DESPERDÍCIO
NÃO ENTENDE O RACISMO
NÃO ACEITA A FALSIDADE OU A HIPOCRISIA
NÃO COME TRUFAS..NEM NADA DO GÊNERO
NÃO GOSTA DE PAGODE

O ORÁCULO NÃO TOMA MILKSHAKE DE CHOCOLATE
NÃO RECLAMA
NÃO FALA DURANTE A REFEIÇÃO
NÃO GOSTA DA FALTA DE OPÇÃO
NÃO SUPORTA A FALTA DE CARÁTER
NÃO AGUENTA PESSOAS SEM ATITUDE
NÃO CUMPRIMENTA PESSOAS QUE NÃO TEM PERSONALIDADE
NÃO APOIA NEM SEGUE NENHUM MODISMO.

O ORÁCULO NÃO ASSISTE FUTEBOL…E NEM TEM UM TIME.

O ORÁCULO NÃO LIGA PARA O FATO DE NÃO TER UM TIME.

O ORÁCULO NÃO ACREDITA NO DESTINO
NÃO LÊ O HORÓSCOPO
NÃO JOGA LIXO NO CHÃO.
NUNCA USOU A EXPRESSÃO “POXA VIDA”
NÃO ACEITA LIGAÇÕES DE NÚMERO RESTRITOS

O ORÁCULO NÃO SUPORTA O HORÁRIO POLÍTICO OU A VOZ DO BRASIL.
NÃO DORME…
NÃO SE CANSA…

O ORÁCULO NÃO DESISTIRÁ

Buenos Aires e buenos grafittis – você já ouviu falar da grafittimundo?

grafittimundo

Com a alta do dólar está ficando difícil para qualquer brasileiro que se preze, viajar para fora do continente. Bem, pelo menos por enquanto.

Uma boa opção para quem aprecia a boa gastronomia, arquitetura, futebol e – quem diria – street art, é fazer as trouxinhas e se jogar em Buenos Aires. Além de ser um dos berços culturais da América Latina, a capital dos hermanos leva muito a sério o tema da arte urbana.

Foi lá que nasceu o projeto grafittimundo – assim mesmo, tudo junto e com letras minúsculas, embora de minúscula esta iniciativa não tenha absolutamente nada.

Trata-se de uma organização sem fins lucrativos dedicada ao apoio e à promoção do cenário local de arte urbana e dos esforços individuais de seus artistas. Além de oficinas e exposições, a grafittimundo promove tours de grafitti pela capital argentina. É praticamente como visitar um museu a céu aberto, onde além de contemplar a cena de street art local, as pessoas conhecem mais da cidade, sem ter que enfrentar as copiosas filas e os detectores de metais dos museus tradicionais.

Os tours estão disponíveis para agendamento em espanhol ou inglês e os preços vão de 25 dólares por pessoa, até 95 dólares para um grupo mínimo de 2 pessoas. Há diversos estilos de passeio, passando por diferentes itinerários. Tem até uma modalidade onde a visitação é sobre duas rodas. Além da guia turística, eles fornecem as bikes, capacetes e água para quem quiser se aventurar. Demais, né?

Caso queira conhecer melhor o projeto, é só clicar aqui. Deu a louca? Quer uma passagem para Buenos Aires agora? Então clique aqui também e boa viagem!

Este slideshow necessita de JavaScript.